20 maio 2011

Lost


Olha, e hoje eu vou contar uma história que eu ouvi falar. Há um tempo atrás, há mais ou menos um ano, uma menina se apaixou por um cara. Um cara da idade dela, vamos dizer assim. Foi por uma conversa de msn que tudo começou e puff, ela já estava apaixonada. Passou um tempo, algumas semanas e os dois já estavam perdidamente apaixonados, ela principalmente. Seu nome era Allie e o dele Brian. Assim, um dia, numa noite, conversando no msn, ele perguntou a ela se ela gostava de alguém, e Allie disse que sim, e era dele, e ele disse que sentia o mesmo por ela. Naquele momento, Allie largou tudo que tinha, nada pra ela significava mais, apenas ele, somente ele. Então, ela parou de ser responsável, ela começou a viver por ele, tudo que ela fazia era feito pensado nele, as amigas dela já não aguentavam mais ouvir falar o nome dele, e toda vez que ela chegava do colégio, logo ia falar com ele ou em alguns casos, ficavam horas e horas no celular, em resumo, ela estava amando alguém de verdade, amando mesmo, sofrendo experiências que nunca tinha feito antes, tudo era novo pra ela.
Nos primeiros meses, tudo foi ótimo, foram os melhores meses da vida dela, até que, um dia, a melhor amiga dela, Tifany, adicionou esse menino no msn e puft! Ela descobriu coisas terriveis dele, como por exemplo: ele tinha mais duas namoradas. Nesse momento, o mundo de Allie caiu, ela começou a ficar desesperada, e claro, muito machucada. Nunca tivera sofrido algo desse antes, ela ia conseguir superar? Bem, ela não conseguiu superar, mas ela sempre forçava um sorriso falso e tentava se animar com suas amigas.
Pois bem, ela como o amava ele, o perdoou e acreditou em cada palavra falsa dele, e ficou com pena dela, com pena por desconfiar de alguém tão ''bom''. Ficaram mais alguns meses, com muitas brigas, desconfianças, discussões, um acusando  o outro de coisas absurdas, e no fim, dizendo palavras falsas. Ambos eram perdidos, e imaturos.
Até que um dia depois dessas brigas, Allie conheceu um menino, um menino que ela começou a conversar e se interesar muito, ele então se tornou um dos melhores amigos dela.
Chegou as férias de julho, e todos foram viajar, inclusive esse amigo dela, então, ela foi se encontrar com Brian, e ficaram pela última vez, a última vez que ela se sentiu tão bem com um abraço, o melhor abraço de sua vida. E por que acabou? Ela não sabe, e nunca saberá. Mas de uma coisa, ela ficou sabendo; Tifany. Ela não sabia o que tinha feito, porque além de Brian estar estranho com ela, Tifany também estava, e aí, ela se deu conta que as pessoas que ela mais amava na sua vida, deram as costas pra ela.

O resto das férias não foi fácil; problemas em casa, problemas familiares, se sentia completamente sozinha, mas foi levando, porque era forte demais pra cair.
As férias chegaram ao fim, e aquilo pra ela foi alivio; ela queria seus amigos de volta. E assim, passou até outubro, feliz, pensara ter esquecido Brian e nem falava mais com Tifany, no fim das contas, ela não sentia falta da menina que um dia foi sua ''melhor amiga'', e falava com esse amigo todos os dias, estavam cada vez mais chegados, mais intimos e ele era o porto seguro dela. Até que, certo dia, ele foi viajar e ela foi surpreendida por um ''quer voltar comigo'' de Brian, num instante, ela percebeu que ainda gostava dele, que sentia algo forte por ele ainda. Aceitou e começou a pensar em o que ia falar pro outro menino. Mas o pior aconteceu, ele estava namorando. Mais uma vez, ela perdeu o chão, mas se fazendo de forte como sempre, ela sempre fazia isso.
Ficou meses brigando com esse menino, e morrendo de amores por Brian. Mas nada na vida dela era perfeito, ou seja, Brian começou a namorar outra. Pronto, as esperanças dela todas acabaram. Mais uma vez, Brian se foi. E ele nunca mais voltou. Tifany? Ela também se foi e Allie nem sequer sente falta dela. O menino amigo dela? Ah, esse continua amigo. E muito. Ela o ama, apesar de tudo. È como um irmão pra ela. E hoje em dia, ela agradece a todos, por terem ensinado-a a crescer com os problemas, e guarda os momentos bons, que foram muitos, na memória, e até hoje, quando lembra de alguma lembrança, ela sorri, e percebe o quanto era feliz e por mais dificil que a vida seja com ela, ela ainda é, mesmo tendo as ilusões quebradas junto com o coração, mesmo ela deixando de acreditar e sentir aquela coisa chamada ''amor'', ela ainda consegue sentir amizade e o melhor de tudo, ela busca a felicidade a cada dia que passa.
Escrito por Juliana às 2:38:00 PM

4 mil leitores comentaram aqui:

Marina B. disse...

que lindo texto, Ju. Moral da história: amigo de verdade NUNCA te abandona. Namoros acabam, amizade verdadeira não.
:)
beijo

Gabriela Freitas disse...

lindo. amizades verdadeiras são para sempre.
respondendo a sua pergunta: quando o conto acabar volto com o blog ao normal, contos, desabafos e alguns poucos artigos. rs (:

Bruna Tenório disse...

É difícil ter alguém de confiança hoje em dia...

★★ GIZA ★★ disse...

olá minha doce amiga!!!
recomeçar é essencial...
te gosto muito!!!
visite meu novo cantinho:
http://aloneinthedark30.blogspot.com/
beijos

Postar um comentário

Hey! Seja bem vindo (a) ao 16 amargos! Dê sua opinião sobre o post, não se esqueça de deixar o link do seu blog.